26.10.15

Práticas projetuais em Arquitetura. Um olhar Multidisciplinar.

Convite para o lançamento do livro.





















PRÁTICAS PROJETUAIS EM ARQUITETURA. UM OLHAR MULTIDISCIPLINAR.

Alcilia Afonso/ kaki (org) e Victor Veríssimo (org).
Local:Auditório do Centro de Tecnologia. CT. UFPI
Dia: 11 de novembro de 2015.
Horário: 19h

ORGANIZAÇÃO DO LIVRO.

Alcilia Afonso de Albuquerque e Melo(Kaki Afonso)
Possui doutorado em Projetos Arquitetônicos pela ETSAB/ UPC na Espanha (2006), convalidado no Brasil pela UFRGS, mestrado em História pela Universidade Federal de Pernambuco / UFPE (2000), sendo especialista em Arte e Cultura Barroca pela UFOP/ MG (1986), em Conservação Urbana pelo CECI/MDU/ UFPE (1998), e graduada em Arquitetura pela Universidade Federal de Pernambuco/ UFPE (1983). Obteve o DEA/ Diploma de Investigadora Europea em 2004, pela ETSAB/ UPC. Possui dez livros publicados na área de Arquitetura e Cidade/ memória produzida no nordeste brasileiro,especificamente, tratando das cidades de Teresina e Recife.

Victor Veríssimo Guimarães.
Possui graduação pela Universidade Federal do Piauí (2014). Pós Graduado no Curso de Especialização em Práticas Projetuais em Arquitetura e Engenharia UFPI. Arquiteto e Urbanista da Prefeitura Municipal de Teresina PMT/ SEMDUH/GPE. Tem experiência na área de Projeto e Patrimônio. Fez parte do grupo de Pesquisa Amigos do Patrimônio e é membro pesquisador dos grupos Form Modernidade Arquitetônica CNPq/ UFPI e Arquitetura e Lugar CNPq/ UFCG. É coautor do livro Guia da Arquitetura Moderna em Teresina, lançado em 2015.



APRESENTAÇÃO DA OBRA












A proposta dessa obra é divulgar o resultado dos melhores trabalhos teóricos realizados  para a conclusão da segunda turma do Curso de Especialização em Práticas Projetuais em Arquitetura e Engenharia, realizado pelo Centro de Tecnologia da Universidade Federal do Piauí, através do Departamento de Construção Civil e Arquitetura, concluído em agosto de 2015.

Importante frisar que, este curso possui módulos atrelados à teoria da arquitetura e do urbanismo contemporâneos, além de suportes disciplinares que embasam a prática projetual, tais como matérias vinculadas à engenharia (geotecnia, estrutura, materiais), à engenharia cartográfica (geoprocessamento), e à própria arquitetura e à realidade local piauiense, voltando-se também para aprofundamentos sobre clima e conforto.

Por relacionar questões que dialogam a arquitetura com a cidade, foram realizados trabalhos de pesquisas importantes, que se voltou para um resgate da memória arquitetônica e cultural de Teresina e de Floriano, trazendo à tona, reflexões sobre a preservação e o estado de conservação da produção de arquitetos que contribuíram com a construção da imagem dessas cidades, tais como Antonio Luiz, Miguel Caddah, Raimundo Dias, e o autoditada Otacílio Fortes.

A obra está dividida em partes, sendo a primeira parte voltada para “Intervenções espaciais na cidade contemporânea. Patrimônio arquitetônico e cidade”. Nesta parte, nove artigos compõem o panorama que observou a relação entre a produção arquitetônica de épocas distintas- que formam parte do acervo arquitetônico das cidades- com as políticas de preservação cultural em nível federal, estadual e municipal. Questões sobre arquitetura moderna, patrimônio industrial, a relação arte arquitetura, ícones urbanos, paisagem patrimonial, foram tratadas nesta parte da obra, trazendo ao público, informações ricas que podem e devem ser mais bem aprofundadas.

A segunda parte da obra volta-se para questões de “sustentabilidade e arquitetura”, e os resultados de pesquisas realizadas sobre análises bioclimáticas foram apresentados, trazendo estudos de casos específicos, exemplificando de maneira prática, como o trabalho do arquiteto especialista pode contribuir para a melhoria climática, através de um olhar técnico e crítico, embasado em conhecimentos que relacionam as distintas variantes.

A terceira parte volta-se para “Mobilidade urbana”. Na cidade contemporânea, um dos mais sérios problemas diz respeito à mobilidade urbana, e pensar alternativas para parte das soluções é pertinente e necessário. Dessa forma, dois artigos formam parte do conjunto que esteve voltado para esta questão: um volta-se para apresentar uma proposta para o transporte fluvial, e o outro, para analisar a evolução do perímetro urbano de Teresina.

A “patologia das construções” é o tema da quarta parte do livro.  A questão despertou o interesse dos alunos do curso, e ao estudarem o acervo edificado de Teresina, observou-se que o patrimônio moderno, apesar de recente, passa por problemas de conservação e manutenção, necessitando de intervenções profissionais especializadas que não descaracterizem o bem, mas preservem a tectônica do mesmo. A obra do Centro Administrativo do Governo do Estado do Piauí, localizado em Teresina, serviu de estudo de caso para aplicarem-se os conhecimentos adquiridos sobre a patologia das construções.
Como pode ser observada na composição dos trabalhos aqui divulgados, a contribuição de um curso de especialização voltado para as práticas projetuais do arquiteto é fundamental para a formação de uma massa crítica direcionada a olhar a cidade e a sua arquitetura.

A relação ensino, pesquisa e extensão são básicas, e foi tal direcionamento que se procurou construir ao longo do curso. Leituras direcionadas para embasamento teórico sobre os temas, coletas de dados em fontes primárias e secundárias, seleção de materiais coletados, análises, críticas e discussões, foram procedimentos metodológicos adotados por estes estudos.

Finalmente, deve-se aqui agradecer, aos docentes orientadores dos trabalhos, que com suas experiências acadêmicas e profissionais, forneceram os caminhos a serem seguidos pelos alunos, que através de suas habilidades e escolhas, optaram por se aprofundarem mais em temáticas que podem continuar estudando em outros níveis de formação profissional.

Dessa forma, essa obra é fruto desse somatório de esforços, de professores, de alunos, e de colaboradores, como o ex aluno desse mesmo curso, Victor Veríssimo, que contribuiu com o projeto gráfico dessa obra, parceiro de trabalhos diversos, e de mais este livro.

Friso que, como coordenadora do curso e organizadora dessa obra, sinto-me orgulhosa e realizada, em poder apresentar ao público em geral, os frutos iniciais de nossa proposta em capacitar arquitetos para serem especialistas em práticas projetuais e poderem contribuir com a melhoria de vida de nossas cidades e dos cidadãos. Esse é um dos papeis fundamental da academia.

Prof. Dra. Alcilia Afonso de Albuquerque e Melo
Coordenadora do curso de especialização em Práticas Projetuais em Arquitetura e Engenharia. DCCA.CT.UFPI


INDICE

Apresentação

Parte 1. Intervenções espaciais na cidade contemporânea. Patrimônio arquitetônico e cidade.

Capítulo 1. Caminhos da arquitetura moderna em Teresina: a contribuição do arquiteto Antônio Luiz Dutra. Lorena Nunes e Alcilia Afonso.

Capítulo 2. Um estudo de edifícios modernos na cidade de Floriano, Piauí. 1950- 1980. Luana Carvalho e Alcilia Afonso.

Capítulo 3. Patrimônio industrial Piauiense: Entre o apogeu econômico e o abandono. Marina Lages e Isis Meireles.

Capítulo 4. Arquitetura e Arte: utilização de painéis artísticos em obras modernas de Teresina. Natália Martins e Isis Meireles.

Capítulo 5. Critérios de modernidade na obra escolar de Miguel Caddah. Nayane Moura e Alcilia Afonso.

Capítulo 6. Avenida Frei Serafim: anotações sobre uma paisagem moderna. Pamela Franco e Alcilia Afonso.

Capítulo 7. Ícones urbanos de Teresina, Ponte Metálica João Luís Ferreira e Ponte Estaiada Mestre João Isidoro França: Deslocamento simbólico. Roberta Tajra e Alcilia Afonso.

Capítulo 8. A Dimensão brutalista de Raimundo Dias (1975 a 1983). Rosyanne Ferreira Praseres Drumond e Isis Meireles.

Capítulo 9. Um guia para a arquitetura moderna em Teresina. Victor Veríssimo e Alcilia Afonso.

Parte 2. Sustentabilidade. Arquitetura e Cidade

Capítulo 10. Análise bioclimática da arquitetura residencial contemporânea teresinense. Igor Nunes e Ana Lúcia Silveira.

Capítulo 11. A sustentabilidade em edifícios residenciais multifamiliares: um estudo comparativo em Teresina – Piauí. Rosa Rocha e Ana Lucia Silveira.


Parte 3. Mobilidade urbana
Capítulo 12. O transporte fluvial como solução para a mobilidade urbana na cidade de Teresina (PI). Danilo Sérvio Araújo e Nicia Bezerra.

Capítulo 13. Teresina: Evolução do Perímetro Urbano de 1850 a 2015. Marla Lustosa e Nicia Formiga

Parte 4. Patologia das edificações

Capítulo 14. Estudo de patologias do Centro Administrativo do Piauí. Ayumi Suzuki Cruzio e Artemária Andrade.




Nenhum comentário: